Alerta Bahia
Plantão Alerta Bahia

Populações Quilombolas de Bom Jesus da Lapa denunciam péssimas condições da BA 160

Foto: Reprodução NL

Segundo o site Notícias da Lapa, o sofrimento é rotina diária para moradores de comunidades remanescentes de quilombos às margens da BA 160, que se deslocam para as cidades de Bom Jesus da Lapa ou para Malhada. A estrada que deveria ser elo de ligação, se transformou no símbolo do abandono e da exclusão, simplesmente por não existir trafegabilidade.

Moradores questionam “quais são as reais prioridades do Governo Rui Costa para o povo negro dessa região?   O reconhecimento da cultura é nulo se não há reconhecimento de direitos, principalmente o direito de ir e vir”.

“O governo deixa cada vez mais escancarado a sua prioridade quando a mesma BA em partes passa por reformas constantes, e o nosso trecho há mais de 25, desde a construção nunca aconteceu uma reforma. As comunidades pedem socorro”, lamentam.

As representações afirmam que a principal estrada que dá acesso a diversos territórios Quilombolas, assentamentos e outras comunidade e povoados, está em absoluto abandono, tornando cada vez mais difícil a vida povo, que sofrem na hora que precisam se locomoverem para Bom Jesus da Lapa ou Malhada, especialmente no período das chuvas. “Aqui é difícil, parece que a gente não existe, só quem passa aqui entende o que estamos falando. Ano passado até um deputado federal ficou com carro atolado aqui, quando foi fazer a entrega de um trator em uma comunidade. O tratou que ele foi entregar para a comunidade, ele foi o primeiro a usar, puxando o carro que ele estava”, contou.

Disse que todo ano é um sofrimento. “Se precisa de levar alguém no hospital corre o risco de morre na estrada, como já aconteceu aqui. Se precisamos ir na cidade para resolver alguma coisa ou levar algo para vender é uma dificuldade, a gente não t em vontade, só vai quando não tem jeito mesmo”, finalizou.

“Nosso povo aqui  sempre defendeu esse governo, consideramos como o nosso governo, no entanto, ele tem só prometido, fez isso na visita que fez em Paratinga e quando veio aqui em Bom Jesus da Lapa, garantindo que ela seria licitada  até o fim de 2017, nada foi feito. Dessa forma, ele não tem olhando para nossa gente, mesmo sabendo da realidade dessa BA que toda essa região precisa para ter o mínimo de dignidade, o direito de ir e vir”, falou outra representação.

A BA 160 foi tema de várias denúncias também na câmara de vereadores de Bom Jesus da Lapa no ano de 2017, onde os vereadores em diversas sessões   cobraram uma solução, chegando a afirma que a BA 160 era a pior estrada que existia no  Brasil. Teve vereador da própria base do governo que afirmou que a BA 160 era a maior vergonha do governo que ele apoiava.

A BA 160 começa em Ibotirama e termina em Malhada, é a principal estrada que liga Bom Jesus da Lapa a dezenove comunidades, a maioria delas quilombola, onde está localizada uma das primeiras comunidades quilombolas reconhecidos no Brasil, Rio das Rãs.

A respectiva estrada foi inaugurada em 1990 e liga os municípios de Malhada a Bom Jesus da Lapa. Na época a intenção era escoar a produção do projeto Formoso em Bom Jesus da Lapa, inclusive, a estrada era um importante elo para o Norte de Minas Gerais. Foi esquecida, sendo considerado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) por diversas vezes como uma das piores do Brasil, mesmo assim o governo estadual não se mobiliza para recuperar este importante via que dá acesso a essas comunidades.

Liderança Quilombola de Araçá Cariacá faz um vídeo mostrando a realidade da BA 160, e manda um recado para o governador:

Vídeo: Reprodução YouTube/Notícias da Lapa

Post – 07/01/2018 – 09:04

 

Por: Notícias da Lapa

Edição: David Porto

 

Publicações Relacionadas

suspeito de furtos em Palmas de Monte alto é preso pela polícia

David Porto

Mais de 30 Técnicos em Enfermagem foram diplomados em Malhada

David Porto

Loja Distribuidora Dayane em Carinhanha envia a Mensagem de ANO NOVO aos clientes; click e veja

David Porto
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Política de Privacidade

Privacidade & Política de Cookies