Alerta Bahia
Cocos Destaque Oeste Regional

Secretário de Saúde de Bom Jesus da Lapa acusa o prefeito de Cocos de ter agredido e tentado intimidar equipe do SAMU Regional; O prefeito revida

Nota de repúdio e Nota de esclarecimento/Reprodução Facebook

O secretário de saúde de Bom Jesus da Lapa, Euler Ramon Pereira Nogueira, em nome do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência regional (SAMU Regional) emitiu uma nota de repúdio acusando o prefeito de Cocos, oeste da Bahia, Dr. Marcelo Emerenciano de ter agredido e tentado intimidar uma equipe da Unidade de Serviço de Atendimento (USA) de Bom Jesus da Lapa quando estavam em Cocos para atender um chamado para transferir um paciente com COVID-19 para o Hospital do Oeste em Barreiras-BA. 

O acontecido foi na quinta-feira dia (25) der março. 

Segundo uma nota de repúdio do secretário de saúde de Lapa, na referida data foi aberto uma chamada no município de Cocos para transferência de um paciente para o Hospital do Oeste (HO), ao chegar no local o paciente COVID-19, positivo, estava instável e saturando entre 85 e 86%, onde se fazia necessário a intubação orotraqueal para garantir o transporte do paciente com segurança, sendo que a família não autorizou o procedimento, o que acabou tornando inviável a transferência do mesmo.

Ainda conforme a nota, durante o momento que a equipe definia as condições para o transporte, o prefeito entrou em contato com o hospital solicitando falar com o médico da equipe do SAMU, e nesta ligação o gestor fez inúmeras acusações e ofensas ao médico, onde este (médico) relatou prontamente o ocorrido à central de regulação regional e foi autorizado o retorno da unidade à base, só que quando a ambulância iniciou seu deslocamento, ainda dentro da cidade de Cocos, o prefeito acompanhado de seus seguranças e com seu veículo, mais uma vez agrediu e tentou intimidar a equipe

Ainda foi dito na nota, que toda violência injustificável é covardia. “Decorreu de intolerância em compreender as atividades realizadas pela nossa equipe do SAMU, sendo que todas as ações e condutas foram discutidas com os envolvidos e não foram aceitas pelo prefeito. Vale ressaltar que foi aberto um boletim de ocorrência contra o Prefeito que poderá responder sobre infração penal no artigo 140 da lei de lei 2848”, diz a nota. 

Nas redes sociais o prefeito de Cocos revidou as acusações com uma nota de esclarecimento, onde ele afirma que a nota de repúdio em nome do SAMU Regional é mentirosa, difamatória e caluniosa. Dr. Marcelo ainda disse que o ocorrido foi de tal forma: 

Tínhamos aqui em Cocos um paciente internado com Covid-19 aguardando há 5 dias uma vaga na UTI. Quando a vaga finalmente saiu, uma UTI móvel do SAMU de Bom Jesus da Lapa veio removê-lo para o Hospital do Oeste em Barreiras.  

Chegando em Cocos, contrariando a equipe médica que estava de plantão no Hospital São Sebastião, o médico do SAMU se negou a conduzir o paciente coquense, sob a alegação de que este deveria estar intubado. Disse que só o levaria se tal procedimento fosse realizado naquele momento.  

Fui acionado pela equipe do nosso Hospital e compareci ao local. Lá chegando, constatei que, como dito pelo plantonista do Hospital, a intubação não era necessária, pois trata-se de procedimento muito invasivo que só se justifica em último caso. Se o paciente não necessitava de intubação, para que correríamos esse risco?  

O médico do SAMU resolveu retornar sem transportar o paciente, ocasião em que o pedi que respeitasse o seu colega médico do Hospital São Sebastião e seguisse o juramento de Hipócrates, já que a nossa missão é salvar vidas. Infelizmente, ele disse que só levaria o paciente se fosse entubado e que aquele era o protocolo do Samu.  

Como não sou de desistir, liguei imediatamente para o secretário de Estado da Saúde, Fábio Villas-boas e solicitei uma UTI móvel particular, no que fui prontamente atendido.  

Outro médico veio buscar o nosso paciente e o conduziu, sem o menor risco, para o Hospital do Oeste em Barreiras. 

Imediatamente, abri boletim de ocorrência contra o médico do SAMU de Bom Jesus da Lapa, fiz denúncia no Conselho Regional de Medicina da Bahia e solicitei à Secretaria de Estado da Saúde que adotasse as providências cabíveis para a devida apuração.  

Também denunciei, em entrevista à rádio local, a postura criminosa do médico, que se omitiu diante de algo tão grave, e recusou-se a atender o paciente nas condições devidas.  

Curiosamente, somente após todas essas providências, houve a divulgação de nota, criminosa, assinada pelo secretário de Saúde de Bom Jesus da Lapa, com informações totalmente inverídicas.  

Detalhe importante: apenas 2 dias antes desse fato lamentável, o mesmo SAMU de Bom Jesus da Lapa se negou a transportar uma paciente daqui de Cocos, já entubada, para a UTI do Hospital do Oeste“. 

Dr. Marcelo ainda disse que o secretário de saúde de Bom Jesus da Lapa será processado pelo conteúdo da nota. 

__________________________________________________________________________

Post – 09/04/2021 – 12:14

Da Redação

Publicações Relacionadas

Depois de grande repercussão, Esposa de policial que estava desaparecida foi localizada

David Porto

Motociclista bate em carro e sofre fraturas, na BR-030 em Malhada

David Porto

Casal carinhanhense da entrada no hospital de Palmas de Monte Alto após colisão de motocicletas

David Porto
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais

Privacidade & Política de Cookies