Alerta Bahia
Destaque Malhada

Vereador pede providências para ativação do abastecimento de água doce abandonado em Malhada e cogita protestos na captação da adutora do algodão

Vereador pede providências para ativação do abastecimento de água doce abandonado em Malhada e cogita protestos na captação da adutora do algodão/Foto reprodução

Um assunto antigo que já foi muito cobrado, mas até hoje pouco atendido voltou a ganhar destaque na câmara de vereadores do município ribeirinho de Malhada, no sudoeste da Bahia. Na última sessão ordinária da câmara municipal de vereadores, (01) de dezembro, o parlamentar Bita da Colônia abriu discussão sobre a adutora do algodão, que está instalada na cidade de Malhada e levando água do rio São Francisco para vários municípios distantes, porém, o próprio município de Malhada tem localidades onde as pessoas não tem acesso.

O assunto trata sobre o sistema de abastecimento de água doce que foi construído pela CODEVASF em 2011 para atender 14 localidades malhadenses, e que atualmente, 12 anos depois a obra está abandonada, sem uso e deteriorando.

Segundo averiguou o site Alerta Bahia, as comunidades a ser atendidas são: Barreiro Grande, Lagoa dos Patos, Serra do Justino, Pedrinhas, Riacho Seco, Canabravinha, Tomé Nunes, Julião, Mocambo, Esperança, Canto do Riacho, Ilha 3, Ilha de Zezé, Parateca, Pau D´arco, Vila Nova e Serra de João Alves.

Tanto dinheiro investido nessa obra para ficar aí milhares de metros de canos enterrados e estações e reservatórios abandonados deteriorando nos povoados.”, disse Bita.

O vereador pediu providências e até cogitou a possibilidade de reunir políticos e populares para montar um protesto na captação de água da adutora, afim de pressionar por uma solução do problema.

Outras cidades distantes do rio São Francisco foram beneficiadas com o sistema da Adutora do Algodão, estão sendo abastecidas, enquanto Malhada tem reservatórios abandonados há muitos anos e até hoje não foram atendidos com essa água

.”.

Com base na relevância do assunto, os demais vereadores elogiaram a pauta e apoiaram a ideia, pondo-os à disposição para tomada de providência.

Segundo Bita, a tubulação desse sistema de abastecimento de água em Parateca distrito de Malhada, está toda montada e que essa obra foi usada para a Lavagem de dinheiro. Esse problema afeta os moradores ainda mais nesse período de escassez de chuva, pois muitos têm dificuldades em manter armazenada água nos reservatórios disponíveis (cisterna) onde acaba vazando através de aberturas (rachaduras) nas paredes.

Em setembro de 2021 o gerente do escritório regional da Empresa Baiana de Água e Saneamento – (EMBASA), Manuel Matheus, visitou o município de Malhada com a informação de que daria início a testes com o sistema de abastecimento de água doce do município, este em questão, porém, somente o sistema da região do distrito de Canabrava, que é uma pequena fatia do problema, teve os testes iniciados. 

______________________________________

Publicado em: 07/12/2023 – 12:34

Da redação

Publicações Relacionadas

Esforços da ONG Mão Amiga e Polícia Civil consegue internação de dependente químico de Carinhanha em centro de Minas Gerais

David Porto

Homem é preso por porte ilegal de arma de fogo em Guanambi

David Porto

Oportunidade: Casa está a venda na sede de Malhada

David Porto
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Política de Privacidade

Privacidade & Política de Cookies