Alerta Bahia
Destaque Sudoeste

Justiça bloqueia 72 mil reais em bens do prefeito de Candiba, que furou a fila da vacinação contra COVID-19

Reginaldo postou nas redes sociais que tomou a vacina/Foto: Reprodução Facebook

Nesta sexta-feira dia (12) de fevereiro a justiça federal acatou uma solicitação do Ministério Público Federal – (MPF) e bloqueou 72.500,00 mil reais em bens do prefeito de Candiba, Reginaldo Martins Prado, o mesmo que foi acusado de ter furado a fila da vacinação contra a COVID-19. 

Reginaldo gravou imagens tomando a vacina mesmo não sendo do grupo prioritário para a então fase da imunização. 

Após repercussão negativa o atual prefeito gravou um vídeo pedindo desculpas à população e justificou que seu ato foi na intenção de incentivar a população e mostrar que a vacina tem segurança. 

O Tribunal Regional Federal DA 1ª região (TRF1) entendeu que a atitude do gestor mostra fortes indícios de improbidade administrativa.

“Tais condutas encontram-se demonstradas pelas provas apresentadas pela parte autora (MPF e MP/BA), o que descortina (revela) os fortes indícios de improbidade administrativa que atentam contra os princípios da administração pública”, disse o TRF1.

_______________________________________________________________________________

Post – 12/02/2021 – 21:56

Da Redação

Publicações Relacionadas

Loja maçônica, grupos e voluntários realizam grande limpeza no Balneário Pontal em Carinhanha

David Porto

Carinhanha anuncia contratação da banda O Rei da Cacimbinha para o Carnaval 2019

David Porto

Prefeito de Serra do Ramalho, ex prefeito e mais 11 são denunciados por desvio de R$2,6 mi de dinheiro público

David Porto
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais

Privacidade & Política de Cookies